Água dos Olhos na Panamericana

Água dos Olhos de Marcio Lisa

O comprometimento apocalíptico dos recursos naturais, das paisagens e,  consequentemente, da própria vida, avança abeirando a progressiva convicção no remediável, na reavaliação de tradições culturais e valores sociais, na unidade cadenciada entre o humano, o ambiente e a água. E neste caminhar historicamente ambivalente, a água vista como elemento, substância, movimento, borda ou cenário; mas sentida como essência, mãe ou como a "água dos olhos" de Guimarães Rosa.
 
A mostra parte da poesia de Guimarães, da biografia do próprio autor e de sua vontade de aproximar o público do universo subaquático. Imagens extasiantes são trazidas à tona junto a questões relativas a conservação e preservação.   

A intenção é conduzir o público por um percurso que se inicia no ambiente subaquático, no qual o autor se insere não apenas como espectador e fotógrafo, mas como agente sócio-político. Seguindo, o público será transportado à superfície, onde a "presença" da água é objeto de questionamento e atenção. Por fim, um encontro com a morte e com a realidade chocante de práticas humanas condenatórias.


Casa Goia
Expografia e Produção

Apoio
Panamericana Escola de Arte e Design
Casa Goia
Sea Shepherd

Serviço
Exposição Fotográfica Água dos Olhos de Marcio Lisa
Abertura: 20/06 às 19h
Exposição: 20/06 até 04/07
Seg a Sex das 9h as 20h e Sab das 9h as 12h
Escola Panamericana - Av. Angélica, 1900 - São Paulo

Exposição Água dos Olhos de Marcio Lisa

Água dos Olhos de Marcio Lisa

O comprometimento apocalíptico dos recursos naturais, das paisagens e,  consequentemente, da própria vida, avança abeirando a progressiva convicção no remediável, na reavaliação de tradições culturais e valores sociais, na unidade cadenciada entre o humano, o ambiente e a água. E neste caminhar historicamente ambivalente, a água vista como elemento, substância, movimento, borda ou cenário; mas sentida como essência, mãe ou como a "água dos olhos" de Guimarães Rosa.
 
A mostra parte da poesia de Guimarães, da biografia do próprio autor e de sua vontade de aproximar o público do universo subaquático. Imagens extasiantes são trazidas à tona junto a questões relativas a conservação e preservação.   

A intenção é conduzir o público por um percurso que se inicia no ambiente subaquático, no qual o autor se insere não apenas como espectador e fotógrafo, mas como agente sócio-político. Seguindo, o público será transportado à superfície, onde a "presença" da água é objeto de questionamento e atenção. Por fim, um encontro com a morte e com a realidade chocante de práticas humanas condenatórias.


Casa Goia
Expografia e Produção

Apoio
XIII STO IO-USP
Casa Goia
Sea Shepherd

Serviço
Exposição Fotográfica Água dos Olhos de Marcio Lisa
De 07 a 26/Mai/2018
Seg a Sex das 9h00 as 18h00 e Sab das 9h00 as 14h00
Instituto Oceanográfico da USP
Praça do Oceanográfico, 191 - Cidade Universitária, SP

Na água com gigantes

Incrível ter uma mamãe com mais de 15 metros e seu "pequeno" bebê literalmente colados na lente da camera... 

Devido à quantidade de óleo, a caça indiscriminada das francas deixou-as bastante ameaçadas. Desde o século XIX, a população destes animais foi reduzida em 90%. Atualmente estima-se uma população de apenas 8000 indivíduos.

Faltam palavras para descrever as sensações de estar lado a lado com esses gigantes na água.

Baleia franca austral (Eubalaena australis) @ Peninsula Valdes