Água dos Olhos na Panamericana

Água dos Olhos de Marcio Lisa

O comprometimento apocalíptico dos recursos naturais, das paisagens e,  consequentemente, da própria vida, avança abeirando a progressiva convicção no remediável, na reavaliação de tradições culturais e valores sociais, na unidade cadenciada entre o humano, o ambiente e a água. E neste caminhar historicamente ambivalente, a água vista como elemento, substância, movimento, borda ou cenário; mas sentida como essência, mãe ou como a "água dos olhos" de Guimarães Rosa.
 
A mostra parte da poesia de Guimarães, da biografia do próprio autor e de sua vontade de aproximar o público do universo subaquático. Imagens extasiantes são trazidas à tona junto a questões relativas a conservação e preservação.   

A intenção é conduzir o público por um percurso que se inicia no ambiente subaquático, no qual o autor se insere não apenas como espectador e fotógrafo, mas como agente sócio-político. Seguindo, o público será transportado à superfície, onde a "presença" da água é objeto de questionamento e atenção. Por fim, um encontro com a morte e com a realidade chocante de práticas humanas condenatórias.


Casa Goia
Expografia e Produção

Apoio
Panamericana Escola de Arte e Design
Casa Goia
Sea Shepherd

Serviço
Exposição Fotográfica Água dos Olhos de Marcio Lisa
Abertura: 20/06 às 19h
Exposição: 20/06 até 04/07
Seg a Sex das 9h as 20h e Sab das 9h as 12h
Escola Panamericana - Av. Angélica, 1900 - São Paulo

Exposição qualquer quantidade imensa de algo

Qualquer quantidade imensa de algo

O corpo contínuo de água que alcança a área de 361 milhões de quilômetros quadrados, com profundidades superiores a 11 mil metros, abriga a maior quantidade de vida não-explorada, além de rios e lagos submersos, a maior cascata do mundo - com 3.505 metros de altura, assim como mais de 20 milhões de toneladas de ouro.

O fotógrafo Marcio Lisa há anos mergulha nesta imensidade, neste universo onde os pés podem não alcançar. E com mais de 700 horas de registro em ambiente subaquático, Marcio traz a público matéria-prima do imaginário e igualmente tudo que não é, de fato, azul. 

No dia mundial dos oceanos, com a intenção de encorajar soluções de equilíbrio para a vida do planeta e criação de medidas protetivas, a mostra “Qualquer quantidade imensa de algo” reúne imagens capturadas durante percursos extasiantes, mas que infelizmente atravessam as 25 milhões de toneladas de lixo que chegam aos oceanos todos os anos, acompanhadas por outras práticas humanas condenatórias. 


Casa Goia
Expografia e Produção

Apoio
Casa Goia
Sea Shepherd

Serviço
Exposição "Qualquer quantidade imensa de algo"  de Marcio Lisa
08 a 30/06: Estação Tatuapé do Metrô SP
10 a 31/07: Estação Vila Prudente
10 a 31/08: Estação República

 

Exposição Água dos Olhos de Marcio Lisa

Água dos Olhos de Marcio Lisa

O comprometimento apocalíptico dos recursos naturais, das paisagens e,  consequentemente, da própria vida, avança abeirando a progressiva convicção no remediável, na reavaliação de tradições culturais e valores sociais, na unidade cadenciada entre o humano, o ambiente e a água. E neste caminhar historicamente ambivalente, a água vista como elemento, substância, movimento, borda ou cenário; mas sentida como essência, mãe ou como a "água dos olhos" de Guimarães Rosa.
 
A mostra parte da poesia de Guimarães, da biografia do próprio autor e de sua vontade de aproximar o público do universo subaquático. Imagens extasiantes são trazidas à tona junto a questões relativas a conservação e preservação.   

A intenção é conduzir o público por um percurso que se inicia no ambiente subaquático, no qual o autor se insere não apenas como espectador e fotógrafo, mas como agente sócio-político. Seguindo, o público será transportado à superfície, onde a "presença" da água é objeto de questionamento e atenção. Por fim, um encontro com a morte e com a realidade chocante de práticas humanas condenatórias.


Casa Goia
Expografia e Produção

Apoio
XIII STO IO-USP
Casa Goia
Sea Shepherd

Serviço
Exposição Fotográfica Água dos Olhos de Marcio Lisa
De 07 a 26/Mai/2018
Seg a Sex das 9h00 as 18h00 e Sab das 9h00 as 14h00
Instituto Oceanográfico da USP
Praça do Oceanográfico, 191 - Cidade Universitária, SP

Exposição Paulista Cultural

No próximo dia 10/03 as 18h00, acontecerá a inauguração da Exposição Paulista Cultural. Para essa exposição, nove fotógrafos foram convidados para fotografar nove espaços culturais da região da Paulista, incluindo o Itaú Cultural, o qual fiquei muito feliz em ser escolhido para fotografá-lo. 

As fotos, impressas em lona com 7 metros de altura, serão expostas na fachada principal do Conjunto Nacional, voltada para a Av Paulista, e cada fotógrafo irá expor também, dentro do Conjunto Nacional, 3 fotos com referência a principal avenida de Sao Paulo.